Pablo Hermoso de Mendoza: . “Tenho algumas actuações no Campo Pequeno em que não pude dar tudo o que tinha, por falta de colaboração dos toiros, mas faço votos para que, com os desta noite, possa apresentar a plenitude do meu toureio”.

O rejoneador espanhol Pablo Hermoso de Mendoza, que quinta-feira actua em Lisboa, considera João Moura (pai) como uma das referências do seu toureio, um amigo e um mestre.

“João Moura é uma das referências do meu toureio. Com ele tive a oportunidade de aprender e ganhar a sua confiança, quando comecei a tourear a cavalo. Ele abriu-me as portas da sua casa. É um amigo e um mestre”, refere Pablo.

Por essa razão, para Pablo Hermoso de Mendoza “voltar ao Campo Pequeno e alternar com o João e também com o seu filho, viver em pleno uma competição directa com ambos, é um enorme prazer”.

Nesta corrida reeditar-se o trio de cavaleiros que actuaram, a 3 de Maio de 2007, em Lisboa, na corrida de alternativa de João Moura Junior e que, de então para cá, não voltou a repetir-se no Campo Pequeno.

Pablo Hermoso de Mendoza sente o Campo Pequeno como a “Catedral Mundial do Toureio a Cavalo”, considerando que, uma actuação neste cenário, constitui para qualquer cavaleiro “a responsabilidade máxima de uma temporada”.

“Pelo menos é o que sucede comigo e isso faz com que exija de mim próprio o máximo para a próxima quinta-feira”, acrescenta.

A ganadaria Romão Tenório, à qual pertencem os toiros a lidar nesta corrida, está associada a grandes êxitos, quer de Pablo Hermoso quer dos Moura.

Pablo espera que “tenham bravura e mobilidade e, sobretudo, que proporcionem espectáculo suficiente para que todos possamos desfrutar e fazer o público desfrutar também”.

E Pablo deixa ainda um desejo. “Tenho algumas actuações no Campo Pequeno em que não pude dar tudo o que tinha, por falta de colaboração dos toiros, mas faço votos para que, com os desta noite, possa apresentar a plenitude do meu toureio”.

Completam o cartel os grupos de forcados amadores de Tomar, a comemorar sessenta anos de actividade, Portalegre e Aposento da Chamusca, capitaneados respectivamente por Marco Jesus, Francsico Paralta e Pedro Coelho dos Reis.

 

Para ver

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.


*