Paulo P. de Carvalho sobre Assembleia-Geral: “Qualquer associado que vá às Assembleias Gerais tem o total conhecimento do que é feito com todo o dinheiro da APET”

Decorreu ontem, dia 30 de Julho, no Campo Pequeno, em Lisboa, a assembleia geral da APET, que tinha como um dos pontos principais a regularização de quotas por parte dos associados.

No seguimento dessa assembleia geral, entrevistámos o presidente da APET, Paulo Pessoa de Carvalho sobre as conclusões da mesma.

Uma entrevista que reproduzimos na íntegra:

Toureio.pt- Houve um fortalecimento e união de forças com esta assembleia?

Paulo Pessoa de Carvalho – Houve sim graças a Deus, cada Assembleia Geral acaba por ser um passo em frente, como não podemos ter reuniões semanais por todas as razões entendíveis, as Assembleias em geral são produtivas mesmo que os assuntos sejam menos confortáveis de discutir e decidir, pois no final tomam-se decisões que têm que ser consensuais e sempre que isso acontece existe um fortalecimento e união de forças!

 

T- As quotas foram regularizadas ou ficou acordado isso acontecer?

PPC- As cotas estão praticamente todas regularizadas e ficou acordado que isso vai acontecer com todos os associados sem excepção nos próximos dias

 

T- Na sequência de algumas cotas por regularizar houve alguma decisão tomada relativamente aos devedores?

PPC- Não haverá devedores dentro de dias, por isso a pergunta fica assim respondida

 

 T- Quais foram as principais razões apresentadas pelos Associados para não pagarem as cotas?

PPC- As razões para não se pagarem cotas, são basicamente por não haver vontade de o fazer. Existem sempre razões de descontentamento com variadas coisas, mas essas razões não devem ser motivo para que ao seu abrigo não venhamos a cumprir as nossas obrigações, pois nas Assembleias devem ser esclarecidas e corrigidas todas as situações, quem vai às Assembleias tem o dever e obrigação de ajudar a APET a encontrar o melhor caminho. Depois e ainda, existem alguns procedimentos antigos na forma de regularizar contas o que também não ajuda em nada ao cruzamento de informação, mas a APET vai neste campo modernizar-se e a partir de agora e com saldos a zeros, não haverá passivo pois haverá um diferente e eficaz controlo nas emissões de faturas e nas cobranças.

 

 T- Alguns associados queixam-se de não saber o que é feito com o dinheiro da quotização, como reage?

PPC- Qualquer associado que vá às Assembleias Gerais tem o total conhecimento do que é feito com todo o dinheiro da APET, incluindo a sua cotização. Por isso quem se queixa, fá-lo porque quer e só a si próprio se poderá queixar. A nossa atividade e consumo de recursos é do conhecimento geral e sem segredos, por isso, reajo com a maior descontração relativamente a esse assunto, apenas com pena de quem tem dúvidas (se as tem de verdade), não as esclarecer no local próprio e na primeira pessoa.

 

 T- Quais os resultados práticos desta assembleia?

PPC- Regularização de contas e saldos devedores a zeros de todos os associados da APET, perdeu-se tempo de mais a falar de dividas, quando há tantos assuntos prioritários a tratar. Chegou a hora de o fazer finalmente e num momento em que bem preciso é para a festa de toiros!

Para ver

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.


*