Pedrito sai em defesa dos ganadeiros e escreve à Ministra da Cultura.

Pedrito de Portugal, nos últimos dias, tem escrito sobre tauromaquia nas suas páginas de Facebook. Hoje escreveu um texto destinado à ministra da cultura, Graça Fonseca.

Na publicação, além de comentários de apoio, recebeu ataques de anti-taurinos.

O texto na íntegra:

“Sra. Ministra,

O Touro Bravo é um animal mitológico, que representa valores eternos e universais como a força, a beleza, a valentia e também a vida e a morte. É o símbolo da península ibérica, onde a sua presença se perde entre a escuridão dos tempos. O Touro é “nosso” e algo único. Uma maravilha da natureza que tem vindo a ser perfeccionada pelo Homem ao longo de mais de 500 anos. Que só existe nos países onde existe a Tauromaquia e que sem ela está condenada ao desaparecimento.

A vida de um Touro é a vida de um Rei. Que habita num entorno natural maravilhoso, onde se protege uma grande riqueza de fauna e flora e que também compreende um Património Cultural e Humano criado ao redor do seu cuidado e selecção. Por detrás de cada Touro toureado estão os seus progenitores, seus irmãos pequenos, e todas as outras espécies que convivem com eles. Se tudo isto desaparecesse produziria-se uma catástrofe ecológica irreparável. Dentro que qualquer dos pequenos bezerros que mal força têm para correr, já palpita a bravura própria da sua estirpe. De guerreiro destinado a lutar, até entregar a sua vida e que graças a sua bravura pode retornar ao campo para perpetuar a sua linhagem.

Neste tempo de medo e insegurança há que apoiar mais do que nunca o impagável trabalho dos Ganadeiros. Sem eles terminaria para sempre um tesouro genético único e irrepetivel. E não há volta a atrás.”