Segunda-feira, Outubro 3, 2022
Publicidade
InícioNotíciasReguengos de Monsaraz terá a partir de sexta-feira museu dedicado a José...

Reguengos de Monsaraz terá a partir de sexta-feira museu dedicado a José Mestre Batista

O Museu Mestre Batista, em Reguengos de Monsaraz, vai ser inaugurado na sexta-feira, 30 de maio, às 18h30, dia em que se assinala o 74º aniversário do nascimento do histórico cavaleiro tauromáquico. O museu vai acolher o espólio mais relevante de José Mestre Batista (1940-1985), cedido pela família do toureiro, nomeadamente pela sua viúva, Tina Mestre Batista, e estará aberto ao público de terça-feira a domingo, das 10h às 13h e entre as 15h e as 19h.

No Museu Mestre Batista vão estar em exposição 23 casacas, um fato curto completo, várias jaquetas, quatro trajes de luces dos bandarilheiros, a cabeça, a crina e uma pata do cavalo Falcão, quatro selas de tourear e dois selins à inglesa, vários arreios de cortesia, freios e estribos.

Os visitantes poderão também ver alguns objetos pessoais do toureiro, como relógios de bolso com corrente em prata, fio com crucifixo em prata, botões de punho em prata, aliança de casamento e devido livrinho de Pádua, livro de orações com capa em madre pérola, óculos de ler, troféus e as insígnias do grau de Comendador da Ordem do Infante Dom Henrique, atribuído a título póstumo pelo Presidente da República, Ramalho Eanes, em 1985.

Na cerimónia de inauguração do museu, a CARMIM – Cooperativa Agrícola de Reguengos de Monsaraz, vai lançar uma edição especial do vinho Reguengos Reserva, em homenagem a Mestre Batista. Foram produzidas cinco mil garrafas de vinho tinto e igual número de vinho branco que serão vendidas na CARMIM a 3,99 euros a unidade.

José Calixto, Presidente da Câmara Municipal de Reguengos de Monsaraz, afirma que “este é um museu feito com sentimento. É um museu que homenageia uma figura ímpar da tauromaquia, respeitada e adorada no concelho onde nasceu e que o viu tourear em tantas tardes de glória”. O autarca refere que “após várias homenagens feitas no concelho e em diversos locais do país, Mestre Batista merece agora o reconhecimento da autarquia com a criação do seu museu, onde todos os aficionados poderão apreciar o seu espólio profissional e pessoal”.

Publicidade
Publicidade

Últimas