“Sobretudo o que senti hoje no Campo Pequeno foi a felicidade no rosto dos miúdos”, diz Rui Bento sobre a final do ciclo “Vem tourear” (c/som e fotos)

O Campo Pequeno viveu no sábado, dia 28 de Abril, uma jornada dedicada aos mais jovens com inúmeras actividades ao longo do dia, desde o treino de salão do grupo de forcados amadores de Lisboa, a final do ciclo “Vem tourear” e claro a novilhada, da qual já aqui demos conta.

O director de actividades tauromáquicas do Campo Pequeno, Rui Bento Vasques, disse em entrevista ao Toureio.pt que, “eu penso que foi um dia para os mais novos alimentarem os seus sonhos, mas foi um dia para os mais adultos sentirem o quão bonito é sonharem e o quanto, o acesso dos jovens à tauromaquia, os fazem e nos fazem desfrutar. Vivemos uma jornada na qual, provavelmente, alguns pais, mães, avós, que estavam desligados da tauromaquia, mas que ao verem os seus filhos, netos, sobrinhos, passaram a ter uma percepção da tauromaquia totalmente diferente” destacando o facto de “através dos jovens que conseguimos acercar dos menos jovens que com a festa de touros pode-se criar, pode-se sonhar, pode-se viver sensações únicas”.

Em forma de balanço, disse que “sobretudo o que senti hoje no Campo Pequeno foi a felicidade no rosto dos miúdos, enquanto toureavam e viam tourear, e o entusiasmo do público foi fascinante. Acho que foi uma grande jornada e um sinal de que a festa está bem viva, que o futuro da festa passa pelos mais jovens”.

Rematou deixando a certeza de que “as raízes tradicionais da tauromaquia estão entranhadas desde os mais jovens até aos mais adultos, mais velhos”.

 

 

O jovem Henrique, que participou no “Vem Tourear” também quis dar a sua opinião à equipa do Toureio.pt e revelou que “sou de Lisboa”, integrando a Academia de Toureio do Campo Pequeno e que “também andava na escola do Vítor Mendes mas só vou para lá quando forem as férias”. Participou neste ciclo porque “a melhor coisa é ser toureiro”. Com 7 anos revelou que “ainda não estou preparado para ir para a frente dos touros, mas não tenho medo” rematando dizendo que se sentiu “inspirado” ao pisar a arena do Campo Pequeno.

 

{gallery}cp_toureiosalao_28abril18{/gallery}

Para ver

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.


*