Tarde agradável em Santo António das Areias, com Forcados de Portalegre a vencerem o troféu

É sempre com imenso gosto que ano após anos me desloco à zona de Marvão, nomeadamente a Santo António das Areias para assistir ao festival taurino a favor da Casa do Povo local, um festejo que ganhou o seu publico. Um ano pode ter um pouco menos, outro ano um pouco mais, mas sempre a rondar os ¾ de casa.

Depois de vários dias de sol e calor, este festival esteve sempre sob a ameaça de chuva, mas felizmente apenas algumas gotas caíram do céu.

Neste festival anunciavam-se sete toureiros, Luís Rouxinol, Tito Semedo, Brito Paes, Manuel Tells Bastos, Salgueiro da Costa e Verónica Cabaço, bem como o matador de touros Manuel Dias Gomes, bem como astados de Felicidade Dias, Pontes Dias e João Ramalho. As pegas estavam destinadas aos amadores de Cascais, Portalegre e Arronches.

Os novilhos/touros saíram á arena de Santo António das Areias com uma apresentação admissível para o tipo de espetáculo. No que diz respeito ao comportamento, os astados de Felicidade Dias deram jogo desigual, com os dois primeiros a dificultarem o labor dos toureiros pois adiantavam-se um pouco no momento da reunião, o de Pontes Dias deu bom jogo, assim como o de João Ramalho.

No que diz respeito às atuações, voltamos a ter um espetáculo com pouca história para contar no futuro.

Luis Rouxinol realizou uma lide de menos a mais, mas sem atingir o nível de outras atuações que já lhe vimos, nem o habitual par de bandarilhas se viu. Tito Semedo teve uma lide de altos e baixos, também perante um touro que se adiantava um pouco, ainda assim demonstrou que continua com a vontade e o querer que lhe é característico. António Brito Paes, mostrou que está bem montado atualmente, conseguiu estar por cima do seu oponente e realizar uma lide agradável. Também Manuel Telles Bastos realizou uma lide regular, com o cunho da casa Torrinha e que agradou. João Salgueiro da Costa, não teve sorte com o touro que teve pela frente, pois logo cedo ganhou crença em tábuas e a custa de lá saiu, valeu as ganas de Salgueiro. Surpresa foi Verónica Cabaço, que lidou um novilho de João Ramalho. Apesar de não ter iniciado da melhor forma, terminou com a maior ovação da tarde, Verónica deixou patente que está preparada para realizar uma boa temporada, pois está bem montada, tem sentido de lide e vontade de triunfar.

O matador de touros Manuel Dias Gomes, também deixou bom ambiente pelo Alto Alentejo, enfrentou um Pontes Dias com qualidade, apenas condicionado pelo mau estado do piso. Dias Gomes esteve bem no capote, tendo chegado logo ai ao público. Na muleta entendeu o touro que tinha pela frente, realizando uma faena predominantemente por naturais.

No que diz respeito às pegas, a tarde não teve problemas de maior e se os houve foi por culta de erros dos caras que complicaram o que poderia ter sido fácil. Pelos de Cascais pegaram João Caixinha, que à sua quarta tentativa foi dobrado por Luís Barbosa e depois Carlos Dias, á primeira. Pelos de Portalegre foram caras Fábio Mourato, á primeira e Miguel Gonçalves à segunda Já pelos Amadores de Arronches foram para a cara Tiago Policarpo, á primeira e Duarte Gato, também á primeira.

De salientar que estava em disputa o Troféu para Melhor Grupo de Forcados em Praça, que foi atribuído (com alguma divisão de opiniões) aos Amadores de Portalegre. O Júri eram os três cabos dos Grupos.

De salientar que o espetáculo foi um pouco condicionado pelo mau estado do piso, que parecia um autêntico batatal.

O festejo foi dirigido pelo Sr. Marco Gomes, assessorado pelo Dr. José Guerra.

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.


*