Quinta-feira, Dezembro 1, 2022
Publicidade
InícioEntrevistasTourear “ao lado de uma das maiores figuras do toureio mundial, dá...

Tourear “ao lado de uma das maiores figuras do toureio mundial, dá mais prazer ainda, porque gosto de competir com os grandes”, diz Telles Jr sobre Diego Ventura

Na próxima sexta-feira, 27 de Julho, a Praça de Touros de Salvaterra de Magos receberá uma corrida de touros à portuguesa, um espectáculo que está a criar grande expectativa na afición portuguesa.

Em praça irão estar os cavaleiros Ana Batista, Diego Ventura (rejoneador) e João Telles Jr, que irão lidar seis touros de Canas Vigouroux, sendo que as pegas estarão a cargo dos Amadores de Montemor e Alcochete.

O Toureio.pt esteve à conversa com João Telles Jr, que falou um pouco da sua temporada e desta corrida.

{loadmodule mod_dchtml,pub interior noticias}

João Telles Jr começou por analisar a temporada em que “tenho marcado mais presença no país vizinho, mas francamente satisfeito com a temporada. Em Portugal toureei apenas no campo pequeno por duas vezes, esta segunda uma corrida de máxima responsabilidade e que felizmente saí como triunfador ao lado de dois monstros do toureio. Vem agora a outra metade da temporada que é muito forte tanto a nível de calendário como de corridas importantes em todas as nossas feiras máximas”.

Para Salvaterra as expectativas estão altas até por tourear “ao lado de uma das maiores figuras do toureio mundial, que acaba de fazer história na praça mais importante do mundo e que está num momento como ninguém. Mas que me dá mais prazer ainda, porque gosto de competir com os grandes, já tive várias oportunidades de tourearmos juntos e felizmente muitas das vezes as coisas correram-me francamente bem”, disse sobre Diego Ventura, antes de falar sobre Ana Batista, que completa o cartel, “também com a Ana Batista, que nunca gosta de perder, muito menos na sua terra”.

Sobre a praça de Salvaterra, relembra “a maior memória é de há pouco tempo, na época passada, em que com a praça esgotada, tive um dos maiores triunfos da minha carreira num toiro Teixeira, em que dei duas voltas”, almejando, “poder voltar a repetir agora”.

Questionado sobre a sua actual quadra de cavalos, disse que “a quadra penso que é à altura dos meus compromissos, muitos cavalos novos, mas com muita qualidade como puderam ver no campo pequeno, na semana passada”, sendo que “nessa altura vou ter a quadra divida porque também toureio nos Açores 3 corridas muito importantes”.

{loadmodule mod_dchtml,pub interior noticias}

Em Salvaterra estará frente a touros das Canas Vigouroux, “sem dúvida uma ganadaria dura, brava, mas com qualidade, esperemos que nessa noite os toiros possam sair bem para todos triunfarem e disfrutarem”, antes de acrescentar que “o toiro que faz falta, é o toiro que transmita e que tenha qualidade e nobreza, que venha pelo caminho dele e que obedeça…quando sai esse toiro é bom para todos, independentemente de qual seja a ganadaria”. Esta será, assim, “e sem dúvida uma das noites de maior competição entre os 3 cavaleiros”.

Deixou ainda o convite aos aficionados para “que venham aos toiros, porque estão reunidos todos os ingredientes para uma grande noite de toiros, arrisco-me a dizer mesmo histórica!!”

Publicidade
Publicidade

Últimas