Toureio.pt: 12 anos a apoiar, divulgar e defender a Tauromaquia

Num tempo em que as novas tecnologias ainda eram um pouco estranhas à Tauromaquia portuguesa, tomei a liberdade de em 2004 agarrar num trabalho escolar e coloca-lo ao serviço de alguma coisa que tanto adorava e continuo a adorar, a Tauromaquia.

 Não sou pessoa de olhar para o passado com nostalgia mas sim de fazer e pensar no futuro, mas hoje, dia 20 de julho, é dia de recordar o que foi o passado, para alguns entenderem o presente e refletirem para o futuro.

Há pouco referenciei o dia, porque é neste dia 20 de julho que este vosso site comemora 12 anos de existência. Não me autoproclamo o mais velho na internet, muito menos o Pai dos sites, porque se assim fosse teria de utilizar os poderes paternais e muita coisa mudaria…

Não começamos em pdf, nem nunca fomos blog, desde inicio trabalhei de forma a ter um site com pés e cabeça, com tudo organizado, havendo mesmo quem dissesse, “epah estás sempre a mudar a cara ao site”, ao que respondia “enquanto não estiver perfeito não páro” e confesso que ainda não parei…

De inicio tinha como endereço “Toureio.no.sapo.pt” chegando mesmo a estar no TOP dos sites alojados no Sapo, como sendo um dos mais vistos. Os tempos vão evoluindo e tornou-se em Toureio.com e agora Toureio.pt, sendo este o Portal que diariamente leva até si a informação taurina, se é séria, credível e independente, penso que quem o visita poderá dizer.

Pode parecer pouco 12 anos, mas uma dúzia de anos na Tauromaquia já se pode considerar muito tempo, pois sendo este o meio tão pequeno em que praticamente todos se conhecem é difícil manter uma linha reta em todos os parâmetros e penso que nós temo-la mantido bem reta!

Mas nem tudo são rosas, foram 12 anos duros, diria mesmo muito duros. Para se ter uma noção, para se ter acesso a uma praça de touros para realizar uma reportagem, de borla, tinha de se “pedinchar” ao senhor empresário uma entrada para a bancada ou uma para a trincheira. No momento do pedido, praticamente em cima da hora da corrida, as respostas eram variadas e para todos os gostos, do tipo “epah mesmo agora perdi os convites…”, “querem entrar à borla? Têm de ir a bilheteira…”, entre outras respostas que nem vale a pena aqui mencionar. Para haver noção houve alguém que me disse “entrada para um site? O que é um site? Oh isso qualquer um faz”, uma resposta dada há cerca de uns 10 anos e não é que é uma resposta que atualmente de certa forma faz sentido? Porque agora “isso qualquer um faz” e tem entrada fácil desde que faça publicidade da corrida à borla e utilize tinta preta…

Mas é como digo, nestes 12 anos nem todo foram rosas. A relação da imprensa com os intervenientes da Tauromaquia, nunca foi um mar de rosas, pois na Festa Brava portuguesa sempre faltou um pouco de massa critica, estão todos habituados aos ditos amigos que depois de uma má atuação dizem sempre “tiveste muito bem”, e quando aparece um site com crónicas a dizer a verdade… conclusão até ameaças de morte eu e alguns colaboradores recebemos… Confesso que atualmente está tudo mais calmo, mas… também há pouca escrita derivado ao facto de ninguém querer escrever por essa mesma razão, se é que me faço entender…

Apesar destas e outras contrariedades, não posso fazer um balanço negativo destes 12 anos de existência do site Toureio, muito pelo contrário. Durante esta meia dúzia de anos passaram por este site várias pessoas que por um motivo ou por outro decidiram enveredar por outros caminhos e orgulho-me de dizer que foi aqui começaram, quer na escrita, quer na fotografia e isso a história nunca apagará por mais que alguns queiram…

Como disse não sou pessoa de nostalgias e por isso o que escrevi anteriormente foi apenas uma ínfima parte do que se teve de tragar ao longo destes 12 anos e que ser lido por todos aqueles que agora apareceram a criar sites, blogs e bloguinhos e tomarem atenção que agora tudo é fácil, basta uns sorrisos aqui e acolá, agradar aos gregos e aos troianos e está a aceitação feita na Tauromaquia, mas garanto-vos uma coisa assim lá se vai a credibilidade.

Quanto à atualidade podem perguntar, “então és o mais visitado ou o menos?” Ao que respondo, “quero lá saber se sou o número 1 ou 4000”, porque ontem, hoje e amanhã o que me interessa é divulgar, apoiar e dar o meu contributo para uma arte tão nobre, que é a Tauromaquia.

Quanto ao futuro…, só DEUS o dirá, o que é certo é que cá continuarei a trabalhar em prol da festa e sempre a tentar melhorar este vosso site, porque nunca estou satisfeito!

Antes de terminar e como neste tipo de comemorações tem de haver sempre os agradecimentos, quero agradecer a todos os que ao longo destes 12 anos por aqui passaram, deram o seu contributo e depois seguiram o seu caminho. Agradecer aos que comigo continuaram neste trabalho duro, mas se me permitem um especial obrigado ao primeiro colaborador deste site e ainda hoje se mantêm, Fernando Pereira e a quem envio um abraço em nome de toda a equipa e ele entenderá porquê.

E assim termino esta faena de aniversário, em que poderia sair em ombros, mas não serei eu a autoproclamar-me triunfador, será sempre quem visita o Toureio.pt!

Um obrigado a todos e parabéns! 

Para ver

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.


*