Vandalismo anti-taurino destrói murais de VILE em Vila Franca de Xira

Se nos últimos dias muito se tem falado de actos de vandalismo em monumentos a nível mundial, como forma de manifestação contra o racismo, em Vila Franca de Xira a manifestação foi outra, contra a cultura portuguesa.
Os actos de vandalismo anti-taurino atingiram murais do artista plástico VILE, alusivos à cultura tauromáquica.
Neste sentido a Câmara Municipal de Vila Franca de Xira veio agora a publico manifestar o seu total repúdio aos atos de vandalismo verificados a 13 de junho no Caminho Pedonal Ribeirinho entre Vila Franca de Xira e Alhandra, em diversos murais da autoria do artista plástico VILE. Estas obras de arte urbana prestam homenagem a diversos símbolos da cultura vila-franquense, desde a Cultura Tauromáquica aos Autores literários mais prestigiados do Concelho de Vila Franca de Xira e valorizam em termos estéticos e patrimoniais o próprio espaço público em que estão inseridas.
A Autarquia refere que “O vandalismo a que foram sujeitos estes murais demonstra total desrespeito por estes símbolos culturais, pelo trabalho do artista local que os criou e pela própria população do Concelho de Vila Franca de Xira. Constituem um crime, e nessa medida a Câmara Municipal de Vila Franca de Xira já apresentou queixa formal junto das autoridades competentes.”