Sábado, Maio 25, 2024
Publicidade
InícioCrónicasVila Viçosa: Uma tarde agradável de touros, com bons pormenores de toureio...

Vila Viçosa: Uma tarde agradável de touros, com bons pormenores de toureio e muito pó

Como manda a tradição, a Praça de Touros de Vila Viçosa recebeu no passado sábado (14 de Setembro) uma corrida de touros por ocasião das Festas dos Capuchos.

Um espectáculo que contou com cerca de meia casa, mas que merecia mais, mas talvez se tivesse sido integrado no cartel um grupo de forcados da região e se a corrida de touros aparecesse no programa oficial das festas a história talvez tivesse sido outra. Mas também uma coisa é certa nunca se sabe bem o que quer a afición desta praça, pois já foram apresentados vários tipos de cartel nos últimos anos, mas certamente melhores dias virão.

Anunciavam-se touros da casa Ribeiro Telles para António Telles, João Moura Caetano, João Ribeiro Telles, Luis Rouxinol Jr, Ricardo Cravidão e António Telles Filho, bem como em solitário os Forcados Amadores de Santarém.

 Lidaram-se cinco touros de David Ribeiro Telles e um de Vale Sorraia, que na generalidade cumpriram.

Abriu praça António Ribeiro Telles  que realizou uma lide agradável, dando a volta a um touro que não permitia erros, mas o cavaleiro da Torrinha soube dar os terrenos adequados e deixar bons ferros.

João Moura Caetano teve uma lide em crescendo, aproveitou as boas condições do astado que teve pela frente, um touro à medida do seu toureio e quando assim é, Caetano anda a gosto e foi o que aconteceu, resultando numa boa lide onde se viram bons ferros.

Seguiu-se João Ribeiro Telles, que também esteve em bom plano. Uma boa lide onde o cavaleiro teve de trabalhar para dar a voltar ao touro, tendo-se visto alguns ferros de grande nível, com o cavaleiro a entrar pelo touro e a deixar o ferro em sortes ajustadas e ao estribo.

Também Luís Rouxinol Jr. foi a Vila Viçosa realizar uma lide bastante agradável. Esteve lidador, entendeu o touro que tinha pela frente, deu-lhe as distâncias correctas e assim saiu com nota positiva desta tarde. Destaque para o par de bandarilhas a duas mãos.

O cavaleiro praticante Ricardo Cravidão andou desembaraçado, já mostra algum sentido de lide, tendo em Vila Viçosa feito as coisas com calma e com o cuidado de as fazer bem feitas.

Fechou a tarde António Telles Filho, que prestou prova de praticante, precisamente 40 anos depois de o seu pai o ter feito nesta arena. Mas, confesso que já lhe vi melhores actuações, por exemplo como a de Salvaterra, talvez nesta tarde o nervosismo o justifique, mas ainda assim andou com a raça que lhe é característica e deixou bons pormenores.

Relativamente aos Forcados Amadores de Santarém, a tarde foi relativamente tranquila e quando alguma coisa falhou, foi por culpa de erros cometidos na cara do touro. Foram à cara António Gois, à primeira, Rúben Giovetti, à terceira, Salvador Ribeiro de Almeida, à terceira, Lourenço Ribeiro, à terceira, Francisco Graciosa, à primeira e António Queirós e Melo, à primeira.

O espectáculo foi dirigido por Marco Gomes, assessorado pelo Médico-veterinário João Candeias.

Duas notas finais, a primeira para o pó! Quem paga o seu bilhete e está sentado “comodamente” no seu lugar jamais poderá levar com tanto pó em cima. O Diretor de Corrida dirige a corrida, o Director de Lide defende os interesses dos toureiros e quem defende os interesse aficionados?

A segunda nota para a Prótoiro e marca Touradas. Então não seria bom também deslocarem-se ao interior do país com o seu mini-stand promover o cartão do aficionado? Estarem junto destas praças onde é necessário fomentar a afición ou será que só se posicionam nas praças de primeira e de segunda? Eu compreendo… assim tem outra ‘classe’… mas será que fomenta mesmo a afición?

Publicidade
Publicidade

Últimas