Opinião

Votar para defender a Tauromaquia

E porque estamos quase no dia 30 de Janeiro, dia de exercermos o nosso inalienável direito de voto, saibamos ser dignos daquilo que defendemos, a tauromaquia em todas as suas vertentes e a sua ligação ao mundo rural, a diversidade cultural deste País tem que ser respeitada, e o nosso direito à liberdade de gosto e de escolha, não nos enganemos no momento de pôr a cruz.

Sabemos quem é contra o nosso mundo, e sabemos também quem já anunciou que se juntará a eles na sua cruzada animalista, por isso a nossa opção deverá ser clara, se queremos que a Festa e este País tenham futuro!

Não nos enganemos uma vez mais, chamar-nos-ão tontos, e tonto é aquele que repete o mesmo erro duas vezes.

Saibamos esbater simetrias, que o mundo rural e o urbano se aproximem sem dogmatismos, que não se continue a ignorar e a desertificar o mundo dos chamados territórios de baixa densidade demográfica, só porque não dá votos!

Se alguém tinha dúvidas da deriva animalista da direcção do PS, a acenar ao PAN como aliado preferencial pós-eleições e a provocar ciúmes ao BE, basta atentar no que disse o ex:, actual e pretenso futuro primeiro ministro António Costa no último debate na TVI, a 13 de Janeiro pretérito.

Já tinha alertado no meu anterior artigo do perigo que representam para a tauromaquia nacional, estes entendimentos e estratégias políticas, e o resultado que sair do próximo acto eleitoral.

Será que não deveremos pensar no valor do nosso voto em termos de futuro, e votar apenas naqueles partidos que nos tem apoiado nas nossas lutas pela manutenção do património cultural taurino, que também é gerador de emprego e de riqueza na sua vertente económica?

“O politicamente correcto cresceu e tornou-se a religião mais infeliz do mundo”, disse alguém:

Estamos a assistir à demonstração de um Estado fraco, em que impera a cultura da impunidade, e a demagogia tem o primado, assistimos á exibição de um 1º Ministro que insiste na cassete de que está tudo bem, quando está tudo mal.

O desprezo que vota às tradições e ao mundo rural está patente em todos os seus debates e aproveitamentos políticos. Desenganem-se aqueles que ainda piamente acreditam que ele pelo menos respeitaria a tauromaquia, ele que nunca o fez, aproveitou-se isso sim em determinado tempo, e agora mostrou a sua verdadeira face.

Numa campanha pobre de ideias, em que se fala apenas de “animalitos” de estimação, de banalidades, “piadolas “e pouco do estado real do nosso País e do futuro que queremos, é bom que saibamos distinguir de uma vez quem é por nós, ou contra nós!

É impressionante a forma como alguns partidos “se põem em bicos dos pés”( como se prestassem vassalagem!), para oferecer-se ao político que por cá tem mandado nos últimos seis anos, o mesmo que não tem culpa de nada.

É caricato o facto de devido a esta ”êxitosa” governação, continuarmos na cauda da Europa no que toca ao desenvolvimento económico, de termos a 3ª maior dívida pública da Europa, de enfermeiros e médicos terem abandonado o Serviço Nacional de Saúde devido aos baixos salários auferidos, de os países que entraram na União Europeia depois de nós, nos terem ultrapassado e terem melhor qualidade de vida, de sermos o campeão europeu dos “tachos” distribuídos por amigos e familiares, em detrimento da transparência que devia ser o apanágio do governo da nação.

Não falo já da forma como aquele que antes ia aos toiros porque lhe convinha, tem tratado o mundo rural e as suas tradições que quer queira, quer não, fazem parte do património cultural deste País. Esse mesmo tem sido através do “nim”, o principal obreiro das negociatas para acabar com a tauromaquia, principalmente com o PAN e o BE, afinal os apoios políticos tem o seu preço!

Nesta eleição defende-se muito do futuro da Festa, está na nossa mão e no nosso voto, garantir a sua continuidade!

António Tereno

Recent Posts

Sábado haverá touros na Nazaré. Veja as imagens do curro de José Luís Cochicho

A Praça de Touros do Sítio da Nazaré receberá, no próximo sábado, uma corrida de…

13 horas ago

Corrida de seis cavaleiros esta sexta-feira em Idanha-a-Nova

A Praça de Touros de Idanha-a-Nova volta a receber, esta sexta-feira, uma corrida de touros…

13 horas ago

Dia 14 de agosto volta a haver touros em Santo António das Areias

A empresa Toiros com Arte promove, no dia 14 de agosto, pelas 22h, o segundo…

14 horas ago

Espanha: Chacón, Escribano e Galván dia 21 de agosto em Sanlúcar de Barrameda

A Praça de Touros de Sanlúcar de Barrameda, em Espanha, receberá, no próximo dia 21…

14 horas ago

Espanha: Os cartéis da Feira Taurina de Cuenca

Foram apresentados, recentemente, os cartéis da Feira Taurina de Cuenca que se realizará entre os…

14 horas ago

Campo Pequeno celebra 130 anos com corrida mista

A Praça de Touros do Campo Pequeno, em Lisboa, acolhe, no dia 18 de agosto,…

14 horas ago